Venda

Como funciona o financiamento de um imóvel usado? Veja aqui!

Hoje, por conta dos altos preços do mercado imobiliário brasileiro, a maioria das pessoas precisa estudar maneiras diferentes de investir nesse segmento. Diante desse contexto, entender como funciona o financiamento de imóvel usado pode ser extremamente importante.

Esse tipo de unidade oferece muitas vantagens e pode ser uma alternativa perfeita para quem quer unir qualidade na propriedade com condições de pagamento positivas e realistas. Ficou interessado? Então continue lendo este conteúdo e aprenda um pouco mais sobre o tema!

As condições de financiamento

Muitos bancos e instituições financeiras oferecem diversas modalidades de financiamento, que variam de acordo com o preço do imóvel, a duração do contrato e o perfil do cliente. Quanto a isso, o grande segredo é pesquisar bastante: vá até as agências e converse com os gerentes para iniciar as etapas que permitirão a liberação do crédito.

Um dos quesitos que varia nesse sentido é o teto do financiamento. A Caixa Econômica Federal, por exemplo — a maior concessora de crédito do país —, aumentou o seu limite para financiamento de imóvel usado de 50% para 70% do valor total da unidade. Esse é um detalhe importante porque, para unidades novas, o percentual é de 80%.

Comprar uma propriedade mais antiga ainda tem outras vantagens, já que muitos proprietários se endividaram com a última crise da economia brasileira e estão aceitando propostas mais baixas do que antes. Inclusive, essas unidades costumam ter bons diferenciais, como metragem ampla e boa localização.

A documentação para financiar um imóvel usado

A documentação necessária para realizar o financiamento de um imóvel usado consiste em cópias do RG e do CPF do solicitante — e do seu cônjuge, caso ele seja casado. Ainda no caso de ser um casal, será preciso também o comprovante de estado civil e de renda de ambos (contracheques, extratos bancários e declaração do imposto de renda).

A comprovação da renda serve para indicar que o(s) solicitante(s) conseguem pagar as parcelas do empréstimo. Por isso, o valor dessas prestações não pode ser superior a 30% da receita familiar bruta. A instituição também faz uma análise cadastral, verificando a presença do nome no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e no SERASA.

A avaliação do imóvel usado

Depois dessas etapas, o banco ou a instituição enviará um profissional — que pode ser um engenheiro ou um arquiteto — para realizar uma avaliação do imóvel usado que será financiado pelo solicitante, para confirmar o seu valor real.

Então, uma vez que o preço é confirmado, já pode ser elaborado o contrato. Tanto o comprador quanto o proprietário anterior precisam assinar esse documento, que deve ser devidamente registrado em cartório e, depois, levado à agência.

Finalmente, o crédito é liberado e o vendedor pode ser pago. Agora, o solicitante começa a pagar as prestações mensais para quitar a sua dívida com o empréstimo. Simples, não é?

Dicas para o financiamento de um imóvel usado

Por fim, vejamos em suma algumas dicas para facilitar o processo do financiamento:

  • escolha um imóvel que atenda às suas demandas e necessidades familiares;
  • use a internet para pesquisar os preços e as opções disponíveis no mercado;
  • visite diversos bancos ou instituições financeiras e converse com o gerente;
  • faça simulações para garantir se as parcelas cabem no seu orçamento mensal;
  • escolha o financiamento que mais se adéqua à sua realidade financeira e adquira o seu tão sonhado imóvel!

E aí, entendeu como funciona o financiamento de imóvel usado? Como vimos, o processo não é complicado e pode ser uma boa oportunidade. Agora, basta colocar nossas dicas em prática e considerar essa possibilidade!

Se você gostou do nosso conteúdo e quer conferir outros artigos como este, aproveite para assinar a nossa newsletter!

Sobre o autor

Avatar

Porto Seguro Imóveis

Deixar comentário.

Share This