Aluguel Venda

IGPM ou INPC: qual índice mais indicado para investimentos?

Para elaborar um contrato imobiliário de compraaluguel ou venda, é necessário ter muita cautela em relação a diversos fatores. Alguns, como o valor e a duração, são mais conhecidos. Entretanto, outras questões, como o índice da inflação, costumam ser deixadas de lado. Entre os vários índices que você pode utilizar para fazer o cálculo, aprofundaremos no IGPM ou INPC.

Dessa forma, preparamos este texto especialmente para você. Falaremos sobre o que são os índices de inflação, explicando os dois citados. Por fim, ensinaremos como calcular cada um deles. Confira!

Saiba o que são os índices de inflação

A inflação é comumente entendida como o aumento dos preços numa economia de mercado, embora o conceito mais correto seja a desvalorização da moeda — que tem várias causas, como expansão do crédito e da oferta monetária, conforme indicam economistas como Hayek e Friedman.

Por ser um mecanismo que diminui o poder de compra da população, algumas medidas são necessárias para reduzir os seus impactos e realizar contratos mais justos e seguros.

São esses instrumentos que servem para medir a variação dos preços e seus impactos no custo de vida da população. Há vários índices existentes para medir a inflação, como o IGPM e o INPC. Agora que você já sabe o que são índices, veremos sobre os dois principais e como eles funcionam!

IGPM

É a sigla para Índice Geral de preços do Mercado, que é calculado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. É um índice que costuma ser utilizado para o reajuste dos preços de aluguéis e contas de energia.

Esse índice foi lançado no ano de 1947 e tem como principal característica sua ampla abrangência de preços. Ele foi inovador à época, pois, além de analisar diversos serviços e produtos, avaliava os preços em etapas distintas da cadeia de produção.

INPC

É a sigla para Índice Nacional de Preços ao Consumidor, que é medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Esse índice é utilizado desde 1979 e tem como objetivo evidenciar a variação dos preços no mercado varejista.

O INPC costuma medir uma faixa salarial de até cinco salários mínimos e, portanto, consegue avaliar melhor os impactos da inflação nas camadas mais populares. Além de verificar o preço de produtos no varejo, o índice verifica os preços pagos pelo aluguel.

Entenda como são calculados os índices IGPM ou INPC

O IGPM é calculado a partir de três outros índices: 60% do IPA – Índice de Preços por Atacado30% do IPC – Índice de Preços ao Consumidor e 10% INCC – Índice Nacional de Custo de Construção. A média desses três índices dá origem ao IGPM. O índice engloba preços de diversos setores de nossa economia, como varejo, construção civil, setor industrial, etc.

Já o INPC é calculado levando em consideração o mês de pagamento, o índice do INCC no mês, o preço do imóvel e o valor pago de entrada, conforme exemplo a seguir.

Mês de pagamento: Janeiro/2017

Mês do INCC: Novembro/2016 (0,35%)

Valor do imóvel: R$ 200.000,00 (200 prestações)

Valor pago na entrada: RS 100.000,00

Logo devemos calcular os números de prestações vezes o INCC. Nesse caso, ficaria 100 parcelas de mil reais x 0,35%, ou seja, cada parcela passa a custar R$ 1003,50, e o valor do imóvel R$ 100.500.00.

Opte pelo índice mais indicado para investimentos

Não há como afirmar qual índice é o melhor, pois ambos conseguem cumprir o seu papel, embora que se deva analisar o contexto de cada um para ver qual se encaixa melhor ao tipo de contrato. É importante que você fique atento quanto às peculiaridades de cada um. 

Analise o perfil do seu investimento aliado ao seu próprio perfil (conservador, mediano, arrojado, etc.) e escolha o que mais se encaixa na situação, seja IGPM ou INPC. Afinal, ninguém quer ver a inflação comer boa parte do investimento, não é mesmo?

Agora que você já sabe o que são índices de inflação e como calculá-los, saiba como realizar a venda de imóvel em inventário!

Sobre o autor

Avatar

Porto Seguro Imóveis

Deixar comentário.

Share This