Aluguel

Locação de imóvel mobiliado: entenda como funciona

A locação de imóvel mobiliado chama atenção de quem busca uma nova moradia com máxima praticidade a oferecer. Afinal, poder entrar na casa ou apartamento sem ter a mínima preocupação com mobília representa um considerável atrativo. Mas, será que alugar um imóvel com tudo dentro é o melhor em todos os casos?

Para esclarecer essa dúvida, acompanhe o post e descubra as particularidades desse tipo de aluguel!

Como é o contrato de locação de imóvel mobiliado?

Esse contrato, embora não seja muito diferente do padrão, tem suas especificidades. Um dos principais diferenciais em relação aos demais é o nível de detalhes que traz, em função de o imóvel conter mobiliário.

Portanto, além de relacionar as informações de praxe — como valor do aluguel, data de entrada e saída do imóvel, entre outras —, registra também a disponibilização dos móveis. 

A descrição detalhada dessa mobília — e do estado em que foi entregue — vai ser relacionada entre as informações dos eletrodomésticos e utensílios. Cláusulas que determinam a divisão das responsabilidades entre proprietário e locatário também costumam integrar essa modalidade de contrato.

Nesse caso, o dono do imóvel fica responsável pelos defeitos ou estragos anteriores ao fechamento, e o locatário assume os danos ocorridos depois da contratação.

O que acontece em caso de defeitos nos aparelhos?

Se for comprovado que o mau funcionamento teve origem antes do início da locação, a responsabilidade de consertar terá de ser assumida pelo locador. Caso seja comprovado que a quebra se deu pela utilização após a contratação, a responsabilidade é do inquilino.

Vale, aqui, a cláusula de entregar os bens alugados no mesmo estado em que foram encontrados. Portanto, uma vistoria minuciosa deve se preceder o contrato, já que registrar as condições do imóvel e da sua mobília vai resguardar direitos do inquilino e do proprietário.

Quais as vantagens e desvantagens para proprietário e inquilino?

Como toda contratação, por mais atraente que pareça à primeira vista, a locação de um imóvel mobiliado tem lados positivos e negativos. Conheça esses pontos, abaixo elencados!

Vantagens do proprietário

Em situações de mudança de cidade ou país, por exemplo, o dono de um imóvel pode resolver deixar seu imóvel para alugar com a mobília. Isso resolve a questão de precisar se desfazer das peças, podendo significar ganho de tempo. 

Outros benefícios aos proprietários são a maior atratividade e a cobrança de preços mais altos em relação aos imóveis sem mobília.

Desvantagens

A mobília desgastada pelo uso precisa ser substituída e essa conta acaba sendo paga pelo proprietário. Os possíveis defeitos nos aparelhos, quando decorrentes da intensa utilização por sucessivas locações, são mais despesas para o dono do imóvel arcar.

Vantagens do locador

Quem se muda para um mobiliado não precisa comprar móveis, o que significa evidente economia e praticidade. Mesmo que o locador tenha mobília de sua residência anterior, transportar e adaptar as peças para o novo lar tende a ser bastante caro e trabalhoso. 

Desvantagens

Ao encontrar tudo decorado ao mudar para um novo lar, é possível achar um pouco (ou nenhum) espaço para a personalização. Isso porque o estilo dos móveis e objetos alugados está definido, não permitindo grandes modificações.

No caso de mobília pouco cuidada, problemas tendem a aparecer com a utilização. Aí, mesmo que o dono pague pelos consertos, os procedimentos para aprovar reparos e substituições podem virar incômodos.

Como você pôde ver acima, a locação de imóvel mobiliado tem características próprias, que devem ser consideradas ao analisar ser — ou não — ideais para você. Então, avalie as possibilidades e dificuldades desse tipo de aluguel para ter certeza de que vai atender a suas necessidades e expectativas.

Gostou do post? Siga-nos no FacebookInstagram e YouTube para receber mais conteúdos como este!

 

Sobre o autor

Avatar

Porto Seguro Imóveis

Deixar comentário.

Share This